7 Dicas de como tratar o mau hálito do seu cachorro

O mau hálito nos cães é algo super comum, especialmente em raças de pequeno porte. Isso se dá por uma série de fatores, entre elas, a falta de higiene e alguma possível inflamação ou infecção causadora do mau hálito. 

Sempre que deixamos de lado a preocupação com a higiene e a saúde dos cães, estamos deixando-os suscetíveis ao mau hálito e também à outras possíveis doenças.

É muito importante identificar as causas do mau hálito do seu cachorro, para que você possa tratar da forma correta e se livrar daquele bafinho pra lá de ruim.

Como tratar o mau hálito do seu cão?

1- Escovação periódica

escovar-dentes-do-cachorro

Os cães precisam de cuidados regulares em seus dentes e gengivas. Existe uma grande diversidade de doenças e bactérias que podem se proliferar na boca do seu animal, motivo principal entre todos que vamos listar, causador do mau hálito.

Se você tiver condições (tempo e paciência para ensinar, principalmente), escovar os dentes do seu cachorro é a principal dica para aliviar o seu amiguinho do mau hálito. Você pode optar por mais de um meio de fazer essa limpeza:

Escova: Escolha uma versão macia (para não machucar a gengiva) e de tamanho padrão de acordo com a raça do cachorro. É muito importante lembrar que o cão pode ser mexer e sentir algum desconforto na hora da escovação, então, escolher a opção de tamanho certo e também macia é sempre a melhor opção. *Para cães menores utilize uma escova infantil.

Dedeira: A dedeira pode ser mais confortável para você e também para o cachorro. Como ela é encaixável no dedo, acaba proporcionando mais maleabilidade para a escovação e também mantém a maciez ideal para não machucar a gengiva ou a língua do animal. 

Gaze: A gaze é a menos “eficiente” entre todas as citadas. Mesmo assim não deve ser desconsiderada, afinal, ela pode ser muito útil do caso dos filhotes e também para os que estão começando a acostumar o animal com a escovação periódica.

*Para limpar os dentes do seu animal corretamente, enrole a gaze no dedo e limpe com o máximo cuidado possível, lembrando de todos os dentes. Enxágue bem e repita o processo caso necessite. 

  • Para todas as opções listadas acima você pode utilizar um creme dental específico para cães, assim como também, um spray ou uma água com enxaguante bucal. 
  • Sempre limpe com água limpa em seguida (seja qual for a opção escolhida para a escovação). 
  • Nunca utilize produtos humanos. Isto é muito importante! Versões não indicadas para cães podem causar sérias alergias ao seu animal. 

2- Alimentação saudável

Os alimentos (tanto rações, quanto comidas comuns) também podem causar mau hálito nos cães. Um produto de má qualidade pode ser prejudicial tanto para a saúde dos dentes e gengivas do animal, quanto para todo o funcionamento digestivo dele.

Opte por rações conhecidas ou por alimentos mais saudáveis, sem exageros de temperos ou conservantes.

A principal indicação é que você sempre dê preferência pelas rações, mas caso o seu animal tenha alguma alergia ou impossibilidade de comê-las é totalmente possível preparar uma alimentação caseira e saudável. Algumas indicações são:

  • Proteínas: peixes, carne de frango, bovina e porco, cordeiro, ovos e carne de coelho.
  • Carboidratos e fibras: batatas, aipim, lentilha, chuchu, vagem, rúcula, cenoura e beterraba.
  • Gorduras: banha de porco, óleo de coco e óleo de peixe.

O ideal, se você optar pela alimentação natural, é fazer um mix com pelo menos uma opção de cada grupo (proteínas, carboidratos, fibras e óleos) para que o animal fique bem nutrido e satisfeito. 

Evite rações muito baratas, com elevada mistura de conservantes, excesso de sal e reprovadas pelos órgãos responsáveis.

Uma boa dica para que você saiba escolher uma ração não prejudicial ao seu cão é optar pelas versões em pacotes fechados (não à granel), contendo as informações nutricionais, ou comprar apenas em locais confiáveis e com experiência no assunto: agropecuárias, veterinárias e pet shops. 

3- Petiscos e brinquedos limpadores

mordedor-limpador-cachorro

Existe hoje no mercado uma série de petiscos e brinquedos especialmente projetados com agentes limpadores, para auxiliar na saúde bucal do seu cachorro e prevenir o mau hálito.

Os petiscos mais comuns são os palitos de pele bovina, os ossinhos (ideal para varias raças de cães) e também as escovas/brinquedo, específicas para esta finalidade. 

Se o seu cão costuma mordiscar coisas, tendo isso como um passatempo, a opção mais indicada são os brinquedos limpadores, pois duram mais tempo e acabam auxiliando na diminuição da ansiedade e necessidade de morder outros objetos. 

Já se ele der preferência para um bom petisco você pode escolher os ossinhos ou os palitos limpadores. A maioria das opções não custa tão caro e tem uma boa durabilidade. 

Você pode unir um bom agradinho, com uma função super simples para a saúde dentária do seu animal. *Uma boa opção para complementar a limpeza dos que têm mais dificuldade com a higienização através da escovação. 

Lembre-se apenas que o uso de petiscos e brinquedos não remove a necessidade de uma escovação periódica dos dentes do seu cão ou então de uma visita ao veterinário pelo menos a cada 6 meses. 

4- Produtos específicos para limpeza dental

Utilizar medicações e soluções específicas para a correta limpeza bucal do seu cachorro é um procedimento super garantido, ideal para evitar doenças e principalmente o mau hálito do animal. 

  • Para fazer uso de qualquer produto no seu cachorro é extremamente importante que você consulte um médico veterinário ou um especialista no uso do produto. 

Os produtos mais comuns utilizados para a limpeza e correta higienização bucal do seu cachorro são:

– Creme e gel dental (específico para cães)
– Sprays bucais
– Antissépticos caninos
– Soluções líquidas (como enxaguantes bucais)
– Espuma bucal
– Comprimidos orais (antibacterianos e antibióticos)
– Odorizadores bucais
– Anti tártaros
– Escovas e dedais para limpeza (já mencionadas anteriormente)

Nunca utilize qualquer versão de medicamento humano. Dê preferência pela indicação de um médico veterinário. Escolha o produto correto de acordo com a raça e o porte do seu cachorro. Evite exceder as doses e usos recomendados pelo veterinário. 

Em caso de alergias ou qualquer problema notado no seu animal, suspenda imediatamente o uso e procure o médico veterinário. 

É extremamente importante que você não medique o seu animal com indicações apenas da embalagem ou de colegas e amigos que já utilizaram. Cada animal possui um biotipo, assim como nós humanos. O que faz efeito para um, pode ser extremamente prejudicial para outro.

Lembre-se que antes de se preocupar com o mau hálito do seu cão, (causado apenas por falta de higiene), você deve se preocupar com a saúde dele, certificando-se que a opção escolhida para tratar o problema seja a ideal.

5- Algumas verduras e ervas

Comida Saudável Cachorro

Se você quiser optar por produtos naturais no auxilio da cura do mau hálito do seu cão, saiba que isso também pode ser uma boa escolha. 

  • Ressaltamos novamente que o ideal ainda é dar preferência pelas rações como alimento principal do seu cão e procurar um veterinário para fazer a melhor indicação de solução para o mau hálito do seu animal.

Algumas opções naturais podem ajudar na diminuição do mau hálito graças aos seus nutrientes específicos e a melhora na qualidade e diversidade de alimentação saudável para o cão. Algumas delas são:

Salsa: A salsa pode auxiliar na diminuição do mau hálito do seu cachorro quando em pequenas quantidades. É importantíssimo ressaltar que nada deve ser dado com exagero, principalmente alimentação humana. A salsa deve ser usada com muita moderação para não provocar efeitos tóxicos e prejudiciais ao organismo do seu animal.

Uma boa indicação é misturar uma pequena quantidade de salsa (apenas alguns galhinhos) quando você der alguma alimentação natural e diferente da ração para o seu cão. Nunca dê a salsa pura e sempre fique de olho se ele começar a salivar demais ou demonstrar alguma reação incomum, isto pode indicar alguma intoxicação causada pela alimentação.

Se você não estiver totalmente seguro sobre o uso da alimentação humana para o seu cachorro consulte um médico veterinário. Caso prefira, opte pela escovação (da qual possui o menor risco de todos).

Cenoura: A cenoura naturalmente faz com que o animal salive um pouco mais (nada em exagero), o que provocara uma maior e mais rápida eliminação de restos de comidas e bactérias presentes nos dentes e na boca do animal. 

O ideal aqui é você misturar a cenoura com alguma proteína que ele goste. Muitos animais não comem este tipo de alimento, nem mesmo demais alimentos humanos e se esse for o caso, opte por tratar com ração e adquirir produtos específicos para eliminar o mau hálito do seu cão. 

Hortelã: A hortelã por si só já é muito indicada para diminuição do mau hálito, principalmente para nós humanos. Você pode comprar alguma guloseima especial para cachorro com hortelã ou então fazer alguma versão caseira com a planta. 

Guie-se pelas mesmas dicas dadas no uso da salsa. Não exagere na dose e analise sempre se o animal demonstra alguma reação ao ingerir o alimento. Se você não costuma dar alimentos de origem humana ou naturais, busque um conselho profissional. 

6- Aditivos de água

Se nenhuma das opções citadas acima for bem aceita pelo seu animal, você ainda pode optar pela mais fácil de todas, os aditivos de água. Existem opções sem gosto e muito fáceis de ser aplicadas à venda no merca atual, basta colocar algumas gotas (conforme recomendação) na água e deixar o seu cãozinho tomar normalmente. 

o mau hálito vai melhorando aos poucos, com a rotina de uso, garantindo além da diminuição do mau hálito, mais saúde para os dentes, gengivas e língua do animal.
Conheça algumas vantagens dos aditivos de água:

– Controle do tártaro
– Controle de placa
– Prevenção de gengivites
– Prevenção de doenças periodontais
– Diminuição de bactérias
– Redução do mau hálito

7- Auxílio veterinário

Veterinário Cachorro

Alguns cuidados mais detalhados não podem e não devem ser feitos por você mesmo no seu cãozinho. Ele pode demonstrar reações agressivas e também não deixar com que você utilize alguns dos métodos de higienização citados acima.
Você deve levar o seu cão para o veterinário com uma periodicidade de pelo menos 6 meses. Somente lá você poderá tirar todas as suas dúvidas e tratar o seu bichinho da forma mais correta de acordo com o biotipo dele.

  • Placas, gengivites, doenças periodontais, tártaro e doenças estomacais não podem ser controladas por você, o único que poderá indicar o tratamento correto e identifica a real causa do mau hálito do seu cão é o médico veterinário.

Além de uma limpeza mais profunda e uma identificação correta do problema, o médico veterinário poderá solucionar dúvidas comuns como, a ração que você está dando ao seu animal e se a alimentação natural (humana) que você pretende dar é a mais indicada para o caso dele. 😉

Com toda essa explicação, livrar o seu cãozinho do terrível bafinho ficou muito mais fácil, não é mesmo? Essas técnicas vão manter o seu animal saudável e feliz por muito mais tempo. Pense nisso!

Autor: Tópico Livre

Informações, dicas e tutoriais. Tudo em um só lugar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s